O Programa de Pós-Graduação em Ciência de Alimentos (PPGCAL) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) é sediado no Instituto de Química e consistiu na primeira atividade formal, integrada e multicêntrica, de formação multidisciplinar altamente qualificada de recursos humanos na UFRJ. Desde sua criação, em 1999, o corpo docente do PPGCAL distribui-se em diversas unidades da UFRJ (Instituto de Química, Escola de Química, Instituto de Nutrição e Instituto de Macromoléculas), pertencentes a três dos seis centros da universidade, e mais recentemente incluiu a Embrapa (Agroindústria de Alimentos). Essa infraestrutura multicêntrica e interinstitucional sustenta as atividades do PPGCAL e garante uma formação pós-graduada interdisciplinar altamente qualificada aos nossos discentes.

A qualidade do corpo docente que compunha o programa no momento da sua criação, composto por muitos bolsistas de produtividade do CNPq, levou o PPGCAL a receber conceito 5 logo na sua primeira avaliação completa pela CAPES (2001-2003), seguido pelo conceito 6 na avaliação seguinte (2004-2006). Contudo, o falecimento do Prof. Luiz Carlos Trugo (PQ-1A) em 2004, seguido das aposentadorias das Profas. Nádia Trugo (PQ-1B) e Carmen Donangelo (PQ-1B) em 2005 e 2009, respectivamente, tiveram grande impacto no desempenho do PPGCAL, o que explica, em grande medida, as quedas de conceito para 5 e depois para 4 nos dois triênios subsequentes (2007-2009 e 2010-2012). A partir do planejamento e execução de ações baseadas nas fichas de avaliação da CAPES, o PPGCAL retomou seu crescimento, tendo recebido o conceito 5 na última avaliação quadrienal (2013-2016).

Em 2017, visando a continuidade do crescimento e almejando retomar o conceito 6, o PPGCAL realizou um processo de credenciamento e recredenciamento de docentes, cujo edital e relatório encontram-se anexos a essa proposta, na Plataforma Sucupira. Esse processo resultou na renovação de parte do corpo docente, considerada fundamental para a evolução continuada do Programa. Como resultado, alguns docentes foram desligados ao longo do quadriênio em curso, caso do Prof. Radovan Borojevic (aposentado), em 2017, da Profa. Verônica Calado, em 2018, do Prof. Eduardo Mere (visitante), em 2019, e da Profa. Maria Helena Leão (aposentada), em 2020. Por outro lado, houve o credenciamento da Profa. Mariana Monteiro (permanente), em 2017 e do Dr. Humberto Bizzo (permanente) e da Profa. Melissa Limoeiro (colaboradora), em 2018. Essas mudanças proporcionaram que o corpo docente fosse renovado (em 2020, a idade variava entre 39 e 75 anos, com mediana de 48 anos) e que, ao mesmo tempo, alcançasse elevada qualidade (índice-h Scopus entre 13 e 46, em média 22,6). Ainda em 2017, o PPGCAL reestruturou suas linhas e projetos de pesquisa, com base na recomendação do comitê da área na CAPES, através da ficha de avaliação do PPGCAL. O número de linhas de pesquisa foi reduzido de cinco para três: Biotecnologia e Microbiologia de Alimentos; Química e Funcionalidades de Componentes de Alimentos; Transformações em Alimentos Promovidas por Processos Tecnológicos. Cada uma dessas linhas possui sete ou oito projetos com temáticas específicas, incluindo um projeto de extensão e inserção social.

UNIDADES E INSTITUTOS PARTICIPANTES